A calvície é uma realidade com a qual a maioria das pessoas teria que conviver ao atingir uma certa idade. Alguns podem passar por isso mais cedo, gradualmente manifestando os sintomas enquanto envelhecem. Outros podem passar pelos seus trinta anos sem ver qualquer sinal de queda de cabelo apenas para passar por isso bem em sua meia idade. A idade não importa quando se trata de queda de cabelo, e é mais um acontecimento comum do que uma raridade. Ser capaz de tratá-la, contudo, é uma meta alcançável desde que haja um entendimento correto da condição e o uso de uma solução apropriada.

O melhor de dois mundos com a micropigmentação capilar e a FUE

 

Isolar o tipo de queda de cabelo pelo qual alguém está passando é o primeiro passo para o seu tratamento. Existem muitas condições da calvície para que simplesmente adivinhemos qual delas está se manifestando. Perder os cabelos é simplesmente o resultado final, seria de mais ajuda, contudo, saber sua causa. Ela foi gradual ou repentina, em tufos ou através de reduções? Existem diferentes sintomas que ao final levam a calvície. O tratamento para estes casos também é um tanto diverso. Usar uma solução que é mais apropriada para outra será apenas perda de tempo. Uma consulta prévia com um profissional experiente é importante para saber como abordar uma condição especifica da queda de cabelo.

A cirurgia de transplante capilar, por exemplo, exige uma confirmação de que a condição que ela está tratando é a calvície de padrão masculino. Ela não será tão efetiva quanto aos outros tipos de queda de cabelo. A razão é que ela necessita de uma área de doação em particular para efetuar a colheita dos cabelos.

Uma condição da calvície que faz com que o couro cabeludo perca cabelo em locais aleatórios não será uma boa candidata para este procedimento. As áreas das quais os folículos capilares serão extraídos precisa se recuperar e pode ficar com cicatrizes quando estiver completamente recuperada. Ela precisa ter hastes capilares reais da área ao redor pata fornecer cobertura.

Isso não é possível em casos de queda de cabelo como a areata androgênica, assim como em condições como a telogen effluvium.

O uso do método de extração de unidade folicular pode demonstrar essa necessidade. Folículos capilares saudáveis precisam ser transplantados para uma área calva para fazer com que ela pareça mais densa. Esse procedimento meramente os reposiciona, não cria folículos novos. É necessário um planejamento cuidadoso para manter uma boa proporção de cabelos já existentes junto aos cabelos transplantados. Isso pode ser obtido facilmente nos estágios iniciais da calvície de padrão masculino. Ainda existe uma grande proporção de áreas com cabelo, ao invés de pontos calvos. Contudo pode ser um caso completamente diferente quando as regiões expostas se tornam muito vastas para serem capazes de receber uma cobertura capilar adequada.

O topo do couro cabeludo ainda pode receber folículos capilares saudáveis, entretanto eles parecerão tão espaçados que será sem sentido esperar por um efeito de uma cabeça cheia de cabelo.

O uso de um tratamento de micropigmentação capilar pode ajudar a criar o resultado desejado. Ele pode trabalhar junto com os folículos capilares já existentes, assim como os transplantados, para fazer com que eles pareçam mais densos. Os pigmentos servirão para cobrir qualquer área exposta enquanto que os folículos capilares transplantados farão com que suas hastes capilares cresçam, isso pode fornecer uma certa quantidade de profundidade.

Ele deve, contudo, ser aparado a um comprimento curto para evitar que ele cresça tanto que cubra o efeito que lembra fios de cabelo que o tratamento de micropigmentação capilar está fornecendo por baixo. A desproporção entre os dois se tornará óbvia quando o cabelo espalhado for incapaz de manifestar a mesma densidade do topo nos pigmentos que são exibidos na parte de baixo.

Estas hastes capilares transplantadas quando raspadas a um comprimento curto podem também fornecer mais textura aos pigmentos planos. Qualquer um que acidentalmente tocasse o procedimento de micropigmentação capilar associado a uma cirurgia de extração de unidade folicular será saudado pela sensação de tocar em cabelos.

Se fossem apenas os pigmentos, a pessoa que tocaria a área tratada poderia ficar surpresa ao sentir a pele ao invés dos cabelos.

A precisão quanto ao visual assim como a textura é o que uma combinação entra a micropigmentação capilar e o método de extração de unidade folicular podem oferecer.