Existem diferentes tratamentos para a queda de cabelo que as pessoas têm experimentado em uma variedade de culturas. Quase todas as partes do mundo tem sua solução especial. Os europeus tem o óleo de alecrim. Os moradores do sudeste asiático preferem usar o óleo de coco. Os nativo-americanos por outro lado acreditam nas propriedades curativas das bagas (frutos pequenos) da palmeira anã (também conhecida por nomes como saw palmetto, sabal e serenoa). Estes são alguns dos tratamentos naturais aceitáveis usados para tratar a calvície.

A palmeira anã pode prevenir a calvície?

 

A alopecia androgênica, ou calvície de padrão masculino, é a mais comum entre as condições da queda de cabelo. Ela é evidenciada pelas entradas que começam nas regiões temporais do couro cabeludo, assim como na porção frontal logo acima da testa. A região do vértice é a próxima, com a calvície radiando em direção ao lado de fora, deixando uma área calva circular. Estas regiões que estão retrocedendo irão gradualmente se encontrar, resultando no topo do couro cabeludo completamente sem cabelos. Os cabelos nas partes mais baixas e na parte de trás da cabeça seriam tudo que restaria, formando um padrão que se parece com uma ferradura.

A razão pela qual a alopecia androgênica surge é devido ao hormônio di-hidrotestosterona (DHT). Ele é o resultado da união da testosterona e da enzima 5-alpha-redutase. A DHT é então atraída em direção aos receptores andrógenos dos folículos capilares, bloqueando de forma efetiva os nutrientes recebidos pelos folículos através da corrente sanguínea. Isso faz com que os folículos capilares diminuam e com que os fios de cabelo lentamente diminuam quanto ao seu comprimento, assim como quanto a sua circunferência,  até que eles parem de crescer de vez. A DHT também é responsável por causar o aumento da glândula da próstata resultando na chamada hiperplasia benigna da próstata (HBP). Isso faz com que seja difícil urinar devido à uretra ser comprimida pela glândula da próstata que a rodeia.

Acredita-se que a palmeira anã seja capaz de tratar ambos, a calvície de padrão masculino e a HBP, devido a suas habilidades quanto a prevenir a formação de DHT. Ela age impedindo a fusão da 5-alpha-redutase com a testosterona. Se não há nenhuma DHT bloqueando o fluxo de nutrientes para os folículos capilares, então eles ficam livres para receber as vitaminas e minerais essenciais ao seu desenvolvimento. O mesmo vale para a HBP, quanto menos DHT se formar melhor, significa que a glândula da próstata não ficará inflada.

Este remédio natural pode ser ingerido como bagas (frutos pequenos) secas ou no formato de pó. Existem também variações líquidas deste suplemento. Uma dose regular de duzentos miligramas por dia é tudo que é tido como necessário para resultados efetivos. Ela deve ser ingerida continuamente por seis meses antes que quaisquer resultados beneficiais possam ser apreciados. Apesar de que ainda sejam necessários testes conclusivos, realizados por uma autoridade reguladora, foi descoberto através de um estudo independente que a palmeira anã foi efetiva para seis entre dez indivíduos que foram testados. Foi observado que o cabelo ganhou novamente sua qualidade parecendo mais saudável e denso.

Assim como qualquer medicação ou suplemento que pode produzir resultados positivos, esta solução pode também levar a efeitos colaterais em potencial. A palmeira anã deve ser ingerida sempre com a comida, pois ela pode facilmente causar irritações estomacais. Ela também pode ser fonte de tonturas, náusea, vômito, diarreia e prisão de ventre. Ela nunca deve ser ingerida enquanto se está amamentando ou grávida. A palmeira anã pode também agir como um agente anticoagulante, potencialmente resultando no sangramento excessivo se ingerida duas semanas antes de uma cirurgia agendada.